quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Eis o momento... A cura... A paz...


A mesma cor e o perfume
que meneia entre as folhas novas
que depois da chuva aviva as cores
que desenham as delicadas flores
que se abraçam aos ramos
como amantes eternos
de almas acesas
que nas concedidas horas
passeiam nessas paisagens oníricas.
Pensamentos, lentos, tantos...
A vida devagar como o suave vento
que cala as tolas falas
dos que desconhecem o entender da vida.

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Versos de paz



Aos que seguem, deixo à beira do caminho um delírio:
“Enlouqueço com razão, tão só a razão dos que amam”
O dito soa como mesmice ou mesmo um martírio
Mas, é o amor de sempre que tantos aclamam.

E tudo que a boca em palavras não diz
Faz-me deixar em talhe estas rimas minhas
Para que saibas que a alma leve e feliz
Segue a dizer-te de amor por estas linhas

Quem em paz discorre em versos o sentimento
Eleva o coração enamorado a ser todo poesia
E os olhos vicejam como flores em agradecimento
Ao beijo esperado do sol de cada dia.

E a alma em definitivo se aquieta
Acolhida como pássaro em regresso ao ninho
Porque sabe que o coração de um poeta
Agora encontrou o seu caminho.

sábado, 9 de outubro de 2010

Da simples felicidade


Talvez eu não saiba tecer as linhas mais belas, nem mesmo consiga expressar o que meu peito sente nesses dias de paz. Eu ando tão de bem comigo, tão feliz, tão completa... Eu ando pela estrada da exatidão, contemplando flores, sorrindo enquanto a luz do sol me banha e a noite traz a brisa fresca da tranqüilidade. Tudo isso só porque alguém existe e me olha com olhos de menino, me beija como se eu fosse à última, me toca da maneira mais perfeita e me aceita exatamente como eu sou.
É privilégio sentir tudo o que estou sentido e na raridade desses sentimentos todos, apenas sorrio de alma leve. Não foi o destino que traçou linhas, ou as estrelas que serviram de guia, foi meu coração que permitiu sentir de maneira real, pura, absoluta. Eu tenho agora motivos suficientes para crer que o amor transforma não só as pessoas, mas, também tudo que as cercam. É simples agora entender de mim, saber quem sou e o que posso ainda ser, porque você me norteia e oferece a chance de cada dia, ser alguém melhor e feliz.
A felicidade que tantos procuram e pensam estar nos grandes feitos de amor, está tão somente na delicadeza do sorriso, na atitude madura, na conversa sensata, no gesto simples de carinho, na saudade boa, na compreensão... A felicidade faz morada nos olhos e na alma de quem se permite. Permitam-se todos, não esperem que a vida passe somente por existência. Vivam como se realmente nada mais existe amanhã, só assim, tudo realmente valerá pena.

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP