domingo, 21 de novembro de 2010

Rain


Chove cinza,
mas, aqui dentro, o peito reluz
como se o dia fosse dia de sol
que aquece a alma
mesmo você não estando aqui,
concreto, real, fixo...
Acolho-te dentro de mim
e não há um momento em que eu não te respire,
assim, como sei, que você também me vive a todo instante.

2 comentários:

  1. Que lindo Jacque!!!

    Saudade de vc...

    Sua poesia continua bela, tal como o coração e alma que as escreve.

    Beijo

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP