terça-feira, 14 de junho de 2011

Elementos


Ouçamos os sons da noite!

Não há flagelos nos quartos

Ninguém chora tristeza

Só ouço soluços de tantos risos

E dois amantes aos poucos se acalmam

Diante do astro enquadrado na janela

Ele a beija a meia luz da lua

Entre suspiros e gemidos

Toca sua tez macia

Enquanto toca um blues macio

Regado ao vinho da última taça

As roupas soltas

Testemunhas do sacrilégio

Do pecado, como dizem

O tempo rompe-se

Não há espaço, não há limites

Há o cheiro, a cor; o gosto;

a noite; a lua; o blues; o vinho e o pecado.

Um comentário:

  1. O que descreve é a perfeição entre dois amantes.
    Sua postagem me lembrou uma passagem da minha vida recente que ainda não acabou que conteve algum desses elementos e já foi demais. Imagine com todos esses elementos? Seria perfeito.

    Daniel

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP