domingo, 3 de julho de 2011

Aos que amam demais


A saudade pediu um canto do quarto

Sentou-se no chão frio

Fitou a meia luz da luminária

Mediu as dimensões da cama

Olhou para as paredes frias

Testeminhas da dor de se estar só

Só em sol maior de música triste

Que embalada a ausência

Que nunca finda a espera

Do sentimento que sustenta

A alma inquieta dos que amam demais

3 comentários:

  1. O Sol maior sempre foi o melhor momento do refrão na minha opinião. Já o Lá menor... = Choro da saudade.

    Daniel

    ResponderExcluir
  2. Saudade, o sentimento metamorfose do sentimento.

    Muito interessante este blogue,

    cá voltarei,
    estou também contigo no cimo dessa colina alta chamada poesia!

    cumprimentos,
    Gavine Rubro
    www.celularubra.blogspot.com

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP