sábado, 9 de julho de 2011

Um poema quieto

Estou a pensar pausadamente...

Como quem dorme de olhos abertos.

Olho para tudo com muita paciência.

Vejo melhor os rios.

Sinto mais intenso o vento.

Enquanto meus olhos demoradamente sorriem,

Porque o amor aquietou meu peito.

2 comentários:

  1. O amor trás a calmaria e aumenta nossa percepção.
    bjus!

    ResponderExcluir
  2. Quando posso adoro comtemplar qualquer situação desta mesma maneira.
    Daniel

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP