terça-feira, 7 de setembro de 2010

A noite toda



O sangue vertido nas veias eriça os pelos
e o ardor febril corre a alma inteira.
A tez macia de cheiro único:
Seu corpo .
Cheiro da Rosa exalado,
que entregue, pulsa.
É profano, é sagrado
quando você é meu ninho e pecado.
Quando o gosto inédito não sacia, nunca.
A delícia do doce da fruta:
Sua boca.
E ao som da nossa canção,
seguiremos juntos e certos um do outro.
Viveremos de suspiros profundos,
de gemidos só nossos,
e do nosso amor além de tudo.
E romperemos através do silêncio
e através da noite, a noite toda, toda a noite.

4 comentários:

  1. "É profano, é sagrado
    quando você é meu ninho e pecado."

    Ameei ;)

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Sedutor, autêntico, inspirador.
    Adorei e não tenho palavras que possam complementar algo tão bem escrito.
    Completo.

    Amei seu blog, tô seguindo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Fabiana,

    é exatamente assim: profano e sagrado.

    Beijos, linda!

    ResponderExcluir
  4. Stupid,

    Uau, obrigada! Me sinto lisonjeada com tamanho carinho! Fico muito feliz que tenha gostado. Aqui há amor e paixão, seja bem vinda ao meu mundo, ao nosso mundo da Poesia.

    Já estou lá, linda!

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP