quinta-feira, 11 de junho de 2009

saudade


Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.

2 comentários:

  1. Envolta com momentos que passam em ar
    E leves se avizinham.
    Pousada no meu silêncio qual estático mar,
    A psique respira acalmia - e, em momentos que se adivinham,
    Deixo de ser sem de fato o pensar.
    E enquanto me palmilham,
    Irrompendo sem eu deixar,
    Ideias abandonadas que me partilham,
    Surgem para me revelar:
    Instintivas, nebulosas linhas que me ladrilham.

    À estrada dos minutos vai surgindo então
    Uma perturbação de quietude
    Que faz em solo de aluvião,
    A ferrosa, granítica plenitude
    Dos neurónios a elétrica tensão.
    Faço-me poeira permeável
    deixando-me rodear pela cidade sonora:
    O metro cruza o trilho – incontornável -,
    Traz-me a mim sem me levar embora,
    Fenecendo-se longo, longe e imperscrutável.

    E fica um bater no peito que bate sem mãos,
    Palpita em cada têmpora, espalha-se a cada vaso
    Que me enraíza e, quando abro os, agora, olhos sãos,
    Revejo como nunca revi com outros e refaço
    Os espaços como se, num manto de condensação
    Que os nublava, soprasse azul e oceano,
    Pelo fôlego de eu renascer dentro de mim!
    Voltei á realidade: - não tambor mas piano -
    Fiz brancos graves passos rompantes e enfim,
    Sou notas de sorriso Noturno com Estio Leste para plano.

    para a minha amiga do Texto Livre,
    Giulio

    ResponderExcluir
  2. Amigos são poemas…
    Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
    Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
    nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
    Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
    e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
    nas noites solitárias e vazias.

    Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
    Seja bom...

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP