sexta-feira, 14 de maio de 2010

À deriva


E continuo assim...
Barco à deriva
Em oceano de tranquilidade
Singrando as vascas do acaso
Enquanto o universo me guia até...

...Onde sua alma pode tocar a minha
E nossos sonhos tornam-se um só.
Eu e você, nessas águas serenas
Junto a luz do sol que nos aquece
E ao amor que se faz pleno.

4 comentários:

  1. nosso coração é assim
    as vezes um oceano na alma
    porém as vezes a deriva
    mesmo que digamos com calma

    ResponderExcluir
  2. À deriva num mar de amor, meu poeta!

    Ah, como são belos esses dias!

    Um beijooo, saudadess!

    ResponderExcluir
  3. Isaah,

    Que bom que gostou!

    Um beijo!

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP