segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Amor de todo dia

Um amor quieto e simples, desses feitos de coisas pequenas,
não recorre a grandes pedidos e nem a impossíveis cenas.
Um colher de estrelas em noites cúmplices.
Um sorriso solto e um gesto breve.
Um beijo esperado, um sorriso de lado e um toque leve.

Amor se aprende todo dia,
para fazermos dele, nossa mais bela poesia.

2 comentários:

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP