sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Desejo-te


Ter que ocultar
Mascarar tudo
Até a fala
O verso
Minha cara
Meu verdadeiro universo
Sob a sombra da noite
Sob o disfarce da morte:
Ocultar algo vivo
Viva carne em febre
Trêmula carne frouxa
Mais uma noite
Navegar os sonhos
O oceano dos que vivem bem
Esperando o momento:
Certo para atravessar todas as barreiras
Oculto no oculto
Um ósculo
Só isso
No silêncio dos sonhos
No meu mundo interior
No universo infinito
Habitado por dois apenas

3 comentários:

  1. as palavras valsam como se nos convidassem a inundar o corpo com sentimentos!

    lindissimo

    ResponderExcluir
  2. Ahh os teus poemas tao cada vez mais lindos
    *-*
    e isso nao é exagero naao ♥

    esse ta lindo de matar' HUAHSUASUUASUAHSUAHS

    me encanta!

    bj flor :*

    ResponderExcluir
  3. Um complexo vai e vem de sentimentos e sensações que se converge no mais procurado dos sentimentos...muito bom!

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP