sábado, 19 de dezembro de 2009

Poema


Dorme todo o segredo um dia revelado.
Não mais pairam a beira do cais os velhos barcos.
Nem as lágrimas remetem ao sentido errado.

O amor vem ao longe aportar nos corações seguros.
Não se fixa em amarras ou dependências doentias.
Quem ama não segue por caminhos obscuros,
nem vive de lamúrias ao passar dos dias.

Por amor nos deixamos levar por todos os oceanos,
e por toda grandiosidade do infinito firmamento.
Em águas mansas seguimos serenos sem desenganos.
E nesses céus nos levamos pelas asas de um vento.

Os que amam encontram paz ao longe,
de tão perto que estão da alma.
O amor alivia qualquer dor maior que trazemos ao peito.
E no amor sincero é que sentimos a eterna calma.

Eu agora faço do meu amor a poesia:

Mesmo sabendo que nada mais há de ser feito.
A não ser deixar os versos que a ti escrevo.
Pra que saibas desse amor que tenho em mim.
E se na poesia revelar-te o meu amor eu me atrevo,
Saibas que esse atrevimento jamais terá um fim.






Um comentário:

  1. O amor é o maior de todos os sentimentos. Sorte quando o temos ao nosso lado. Ficamos mais felizes, mais bonitos, mais leves.
    Beijos

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP