domingo, 6 de dezembro de 2009

À rosa

Minha rosa linda
Por que estais tristes ainda?
Quando a tua beleza trás vida ao mundo!

Minha perfeita rosa
Tua dor me incomoda
Sinto em meu espírito teu desalento profundo

Flor única entre flores
Ei de tratar de ti
Curar-te ei as dores
Far-te-ei sorrir

Tuas pétalas lilases a murchar
Cabelos lisos no tempo a esvoaçar
Tuas verdejantes folhas a desbotar
Alegria que a dor da solidão impinge adiar

Flor bonita
Da solidão prisioneira
Liberta-te por um segundo
Em tua luz, leva-me na esteira
Causa frisson no mundo
Com uma pueril brincadeira
Um resquício do teu perfume
Leva-nos ao deslumbre e cegueira

Onde parece não haver solução
Quando o mundo se cala diante do teu rogo
Todos os tolos, emudecidos com pétreos rostos
Procurar resposta é ato vão

O mundo já está consertado
Tua existência, rosa, fez-lhe o remendo
Ao ver tua face, o dia brilha mais ensolarado
Ao sentir tua presença, o cataclismo se torna ameno

Tua solução
A solução do mundo
Em um gesto profundo
Movimento de mão

Sorriso de soslaio
Toque de pele furtivo
Num cumprimento comedido
Acima dos olhos e ouvidos

Além do pó da terra
Mar aberto acima das trevas
Dos olhos do mundo todo
Lugar feito para espírito grandioso
Onde a nau dos intrépidos navega

Lá, ei de te encontrar
Farta-te de mim
Como me alimento de tua luz
E
Já que
o mundo não pode ser perfeito e risonho
Então que seja perfeito esse amor em sonho


* Obrigada

2 comentários:

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP