quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Nossa dança de amor


Tu és meu refúgio de qualquer hora
Em tua boca hei de buscar minha paz
Quero beijar teu sorriso agora
Quero fartar-me de ti, e ninguém mais

Busca-me naquela canção
Onde ao ouvir segurei tua mão
E tu me disseste:
Alinhe teus olhos aos meus e
Sinta quanto bem me fizeste.

Em ti, vi o que sou
E mim, viste o que és
E na suave dança, entrelaçamos os pés
E a minha boca sedenta, a tua beijou

6 comentários:

  1. Simples e linda descrição de um momento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Mais uma bela obra dessa menina poetisa do amor.Parabéns Jacque é lindo o amor e quem sabe descrever o mesmo assim merece vive-lo sempre.

    ResponderExcluir
  3. "Em ti, vi o que sou
    E mim, viste o que és"

    Lindo, simplesmente...

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Sublime dança de amor!!!

    Dança comigo, Jacque?

    ResponderExcluir
  5. Simples e Divino!
    Amei esse poema.
    Encontrei alguém assim fazem dois anos doces
    Rs.
    Beijos doces :*

    ResponderExcluir

O que sentiu sua alma?

Vida

Vida
Há muito o que ser escrito...

A quem siga vivendo de alegria ou agonia... Eu sigo vivendo da minha alegre e agonizante poesia.
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

  © Blog Design by Simply Fabulous Blogger Templates

Back to TOP